Início | Livros de biblioteca | Fale Conosco

Main Menu

Languages

Select Interface Language:

CUIDADO COM O ANTI-CRISTO
Posted on Thursday, August 06 @ 03:06:33 AST by webmaster
All Topics

Bismillah Al-Rehman Al-Raheem

Anti Ahmadiyya Movement in Islam

 

Você pode encontrar com pessoas que se auto proclamam “Mulçumanos Ahmadi” (Ahmadiyya, Qadiani, Lahoris). Eles afirmam ser os “verdadeiros muçulmanos” e tem “um convite para todos os bons cristãos”.

CUIDADO – AHMADIYYA PROFANA O CULTO A JESUS,

E difama os cristãos, muçulmanos e todos que estão fora de sua religião!

Eles não são muçulmanos. Em 1974 a Liga Mundial Muçulmana unanimemente declarou esse movimento subversivo e anti-islamico, a Associação Ahmadia enganosamente age sob o nome do Islã para se legitimarem, para ganhar aceitação mais fácil das pessoas, para engana-las e tentar semear o conflito entre as religiões. Seus ensinamentos são anti-islamicos, e também são anticristãos. Como suas mentiras já foram expostas no mundo muçulmano, agora eles tentam enganar os cristãos!! Cuidado! Eles escondem sua doutrina anti-islamica e anti-religiosa de você.

 

O que a Ahmadiyya realmente ensina sobre Jesus:

Embora eles façam você acreditar que são da verdadeira religião islâmica, seu líder difama o nome de Jesus Cristo. Ele, por exemplo, escreveu (Deus nos perdoe por citarmos isto):

“Qual a sua opinião sobre o caráter do Messias? (É que Jesus) era uma pessoa alcoólatra e glutona. Que não era nem um abstêmio nem um piedoso adorador, Muito menos um verdadeiro visionário. Ele era orgulhoso e se auto proclamava divino.

            (Nur-ul-Quran, Roohani Khazain Vol 9 p.387)

Os membros desta seita seguem um homem chamado Mirza Ghulam Ahmad de Qadian. Ele fundou o movimento Associação Ahmadia em 1889. Ele afirmava ser o recebedor de Revelações e de ser o Messias prometido, Mahdi, Profeta, Mensageiro, Adam, Noé, Abraham, Ismael, Isaac, Salomão, Davi, Moises, Jesus e o Segundo Advento de Mohamed, todos em um só. Todos aqueles que não acreditam em suas profecias são declarados bastardos por ele. Por causa de suas crenças heréticas que são evidentes em seus escritos, Mirza Ghulam Ahmad e seus seguidores foram declarados desertores e excluídos do rebanho do Islã.

Parte de suas atividades direcionam-se aos cristãos.Já que esse homem afirma ser, entre outras coisas, o Messias Prometido, eles esperam apelar para a crença do Messias dos cristãos.

Jesus Cristo é um dos mais reverenciados Profetas dos cristãos e dos muçulmanos. Seguidores de ambas as religiões esperam a miraculosa segunda vinda para a salvação do mundo. Durante os últimos 1400 anos, muitas pessoas afirmaram ser o Messias Prometido. Mirza Ghulam o fundador da Associação Ahmadia, é um daqueles que se auto proclamaram Messias de seuséculo.

“Eu afirmo que sou o mesmo Cristo cujo advento nos últimos dias do mundo foi profetizado em todas as escrituras.” 

(Tufa-i-Gooladia, p.195)

(revelação) “(Árabe): Você certamente é o Messias, filho de Maria, de Mim; e você foi enviado para que a promessa feita antes dos tempos pelo Senhor da Honra fosse *****prida.”

“Eu afirmo que sou o Prometido do qual cada livro de Deus profetizou que irá aparecer no final dos tempos.” (Tohfa-e-Golravia, Roohani Khazain vol.17 p.295)

“Eu juro a Deus, que me enviou e me fez a Sua semelhança. Ele me enviou como o Messias Prometido.”

(Majmoo’a-e-Ishtiharaat vol 3 p.435)

Não se engane! Quando ele diz “Messias” ele não se refere ao sentido da Bíblia ou do Alcorão.

            “ Eu fui nomeado Messias...” (Anjam Autham, p.75; Haqiqat-ul-Wahi, p.294,339,72, por Mirza Ghulam)

Ele ainda revela seu status real quando ele proclama que Messias também quer dizer anti-Cristo...:

“O titulo ‘Messias’ foi conferido a pessoa honrada cujo toque é abençoado por Deus. E é também aplicado ao anti-Cristo cuja influencia maligna, calamidades, ateísmo e falta de fé propagaria. Essa é a conotação que foi transmitida a mim.” (Ayyam-us-Sulh, p. 59-60, por Mirza Ghulam de Qadian) [Caso você tenha a edição oficial em inglês de Tadhkirah, poderá verificar isso na p. 187]

E ele é um verdadeiro anti-Cristo, aqui está o que ele diz sobre Jesus – que Deus nos perdoe por citarmos estes escritos de Mirza Ghulam Ahmad – nós apenas os citamos para que você seja avisado!

“(Jesus) tinha o hábito de dizer obscenidade e freqüentemente usava linguagem suja” 

(Zamina Anjam-e-Atham. Roohani Khazain, Vol 11 p.289)

“Deveria ser lembrado que ele (Jesus) tinha de certa medida o hábito da mentira.”

(Zamina Anjam-e-Atham. Roohani Khazain, Vol 11 p.289)

“Uma pessoa astuta e vil que tinha a lama de Messias da cabeça aos pés.”

(Zamina Anjam-e-Atham. Roohani Khazain, Vol 11 p.289)

“(Quando na cruz) Jesus não pode retratar-se como um homem piedoso, pois as pessoas sabiam que ele era um alcoólatra glutão e esses péssimos hábitos não clamavam divindade, mas parecia que desde tenra idade ele tinha esses hábitos. Portanto, chamar divindade é um dos males provocados pelo alcoolismo.” (Satt Bachan, Roohany Khazaen, Vol. 20, P.296)

            “Ele (Jesus) não tinha nada a seu favor exceto esperteza e mentira.”

(Zamina Anjam-e-Atham. Roohani Khazain, Vol 11 p.291, addenda)

“Jesus na verdade sofria de epilepsia e esta é a razão pela qual ele costumava ver sonhos... Jesus na verdade tornou insano devido a epilepsia.” (Satt Bachan, Roohany Khazaen, vol.10 p.295)

Como chamar Jesus de insano não foi insulto suficiente, ele vai mais em frente e diz que Jesus curava os doentes com a ajuda de satã:

“E esta acusação dos judeus de que Jesus costumava fazer tal trabalho com a ajuda de Belzebu confirma esta opinião que é também muito satisfatória, porque Belzebu é também o nome da Satã. Essa acusação dos Judeus parece estar correta e plausível porque a razão pela qual que estão completamente sob a influência do espírito maligno, ou satã, embora sua própria epilepsia não esteja curada, ele pode curar outros. Porque satã os ama e não quer ser separado deles, mas por ter grande amor por eles, ele aceita seus pedidos e liberta outros desta satânica doença pelo bem deles. Tais conjurações sempre fazem uso de vinho e outras coisas imundas, bêbados e glutões são os primeiros.

Ele continua sua calunias e insultos:

            “Eu desejaria que tal pessoa (Jesus) nunca tivesse vindo ao mundo.”

            (Nur-ul-Quran, Roohany Khazaen, vol.9, p.417)

“Uma linda prostituta está sentada perto dele. Quase o abraçando. Às vezes ele massageia a cabeça dele com perfume ou segura os pés dele, em outro momento ela deita seu lindo cabelo negro nos pés dele enquanto brinca com a palma da mão. Nesta posição, o senhor Messias está sentado em êxtase. Se alguém levanta para discordar, este é repreendido. Além de sua juventude, dependência de bebidas alcoólicas, e sendo solteiro, uma linda prostituta está deitada em frente a ele tocando seu corpo contra o dele. É esse o comportamento de uma pessoa virtuosa? E qual evidencia ou prova há que Jesus não foi provocado sexualmente pela prostituta? ... O excitamento sexual que surgiu fez seu trabalho por completo. Esta é a razão pela qual Jesus não pode ao menos abrir a boca para dizer ‘Oh adultera! Afaste-se de mim’.”

            (Nur-ul-Quran, Roohany Khazaen, vol.9, p.449; Nur-ul-Quran, vol.2 p.9; Maktoobat-e-Ahmadia, vol.3, p.23-24)

Mirza Ghulam Ahmad insulta a família de Jesus:

            “Três gerações de avós maternas e paternas de Jesus eram fornicadoras e prostitutas de cujo sangue Jesus veio a existir.” (Anjam-e-Atham, Roohany Khazaen, Vol.11, P.291, addenda; Anjam-e-Atham, P.9, appendix)

“Jesus tinha inclinação por prostitutas talvez devido a sua relação ancestral com elas...”

(Anjam-e-Atham, Roohany Khazaen, Vol.11, P.291, addenda)

Mirza Ghulam Ahmad nega os milagres de Jesus:

            “Os cristãos têm escrito sobre os muitos milagres de Jesus, mas na verdade ele não fez milagre nenhum.”

            (Anjam-e-Atham, Roohany Khazaen, Vol.11, P.291, addenda)

Não é de se maravilhar que Deus Todo Poderoso possa ter dado a Jesus algum conhecimento tal como, apertando um dispositivo, um brinquedo de barro levante vôo ou ande. Porque o Messias, filho de Maria, trabalhou como carpinteiro com seu pai José por 22 anos. Nós sabemos que ele era capaz de inventar diferentes tipos de máquinas e instrumentos.

(Azalah-i-Auham, Roohany Khazaen, Vol.3 P.254)

“Muito provável que ele (Jesus, o Messias) pode ter curado algum cego ou alguma outra enfermidade por outros meios comuns. Devido a sorte, naquela época havia um lago, o qual foi a fonte destes grandes milagres. Pode se supor que ele usou a lama deste mesmo lago (mágico). A verdade destes milagres está relacionado ao lago.

            (Anjam-e-Atham, Roohany Khazaen, Vol.11, P.291, addenda)

“Os milagres do Messias eram sem valor e insignificantes devido ao lago, o qual era fonte dessas maravilhas antes mesmo do nascimento do Messias. Todos os tipos de doença, lepra, paralisia, etc costumavam ser curadas apenas com um mergulho neste lago.

(Azalah-i-Auham, Roohany Khazaen, Vol.3 P.263)

“…ele (Jesus) não fez milagre algum, aqueles não foram seus milagres e sim milagres devido ao lago. Ele não tinha nada a seu favor exceto esperteza e mentiras. 

            (Anjam-e-Atham, Roohany Khazaen, Vol.11, P.291, addenda)

Mirza Ghulam Ahmad acusa Jesus de falsas profecias:

             

“As profecias deste homem desamparado (Jesus), foram apenas que terremotos, fome, secas e guerras iriam ocorrer... Por que estes estúpidos Israelitas vêem estas ocorrências comuns como profecias?”

(Anjam -:- Atham, Roohani Khazaain Vol. 11, P. 288 addenda)

“Para aqueles que nós podemos expressar nossos lamentos que três profecias do Messias provaram ser falsas?” 

(Ajaz-i-Ahmadi, Roohany Khazaen, Vol.19, P.121)

“…A condição das profecias dele (Jesus) são piores do que os milagres. Que tipo de profecia é a sugestão de que terremotos irão ocorrer, vidas serão destruídas, guerras serão travadas, fomes irão acontecer? Mas triste que isto, é o fato que o número de profecias do Senhor Messias que não se tornaram verdadeiras é maior que aqueles que se tornaram verdade.”

(Azalha-i-Auham, Roohany Khazaen, Vol. 3, P. 106) 

Mais mentiras!

Uma das áreas problemáticas nos esforços missionários dos Ahmadis para iludir e prender as pessoa s em seu culto é que a doutrina Ahmadi é muito ofensiva e caluniosa com relação a Jesus. Os Ahmadis forjaram trapaças para faze-las soarem aceitáveis. Por exemplo, ele se referem ao exemplo quando Mirza chama Jesus de bêbado, e diz que a Bíblia dá exemplos onde “Jesus do evangelho” é mencionado bebendo vinho. Por isso, eles argumentam que não há nada de errado em chamar Jesus de bêbado – nós estamos apenas criticando o “Jesus fictício” que a Bíblia descreve, eles dizem, e não o Jesus real. (Futuros) Ahamadis aceitam esta explicação, e uma vez que eles tenham abraçado esta teoria, eles não questionam mais – pelo contrario, daí para frente eles começam a pregar as calunias também!!

È claro que outras declarações de Mirza que contradizem esta teoria, e que isto como um engano intencional, são cuidadosamente escondidas. Por exemplo, Mirza Ghulam escreveu:

            “Os Cristãos escreveram sobre muitos milagres de Jesus, mas o fato é que ele não fez milagre algum.” 

            (Anjam-i-Atham, Roohany Khazaen, vol.11, p.290, Adddenda, por Mirza Ghulam Ahmad de Qadian)

Caso a explicação da Ahmadiyya que Mirza insultou um ‘Jesus fictício do evangelho’ fosse verdade, então a declaração acima deveria mostrar o conteúdo do evangelho e o

evangelho deveria provar e afirmar que ‘Jesus do evangelho’ não fez milagre algum. Mas o caso é inverso: O evangelho é cheio de milagres do ‘Jesus do evangelho’. Em conseqüência disso, a teoria Ahamdia que Mirza “meramente descrevia o Jesus do evangelho” não é verdadeira. Mirza realmente insulta o Jesus real, reverenciado profeta de Alá. Quando Mirza diz que Jesus não fez milagres, ele ataca o Jesus real. Da mesma maneira quando ele diz que Jesus era um bêbado, mentiroso, mulherengo, e chama-o de insano, ele ataca o Jesus real do Sagrado Alcorão. A teoria do ‘Jesus fictício’ é apenas uma cortina de fumaça para facilitar a destruição do sistema moral de uma pessoa, e para fazer as pessoas mudaram a percepção do qual foi previamente considerado moralmente errado (calunias a Jesus) para algo moralmente certo.

rasyed@emirates.net.ae

http://alhafeez.org/rashid/

 

 

Related Links

Article Rating

Average Score: 0
Votes: 0

Please take a second and vote for this article:

Excellent
Very Good
Good
Regular
Bad

Options

Associated Topics

All Topics

Sorry, Comments are not available for this article.

Page Generation: 0.33 Seconds